quarta-feira, 27 de junho de 2012

Taleiguinhos com aplicações de frioleiras

    Era bom que os trabalhos "saltassem" da agulha para o computador, e depois deste salto, que existissem softwares inteligentes adivinhos das nossas intenções ... tratavam as fotos ao nosso gosto e colocavam-nas nos blogues e facebooks que por aí andam a pedir por atenção. 
Concordam comigo? 
Aposto o dedo míndinho ( não o meu ... outro qualquer) que sim!!! 
Mas ainda não chegamos lá! Felizmente ... dirão alguns e eu concordo de imediato, que isto de ler pensamentos tem muito que se lhe diga, principalmente se forem os nossos. Por isso, resta submeter os trabalhinhos a sessões fotograficas, mais ou menos desajeitadas: - ligar máquina fotográfica ... disparar ... ora com flash, ora sem ele ... é ao pé da janela ... torce a máquina ... apanha o ângulo ... morde a lingua ... fecha os olhos e dispara .... no-va-men-te ... !! Depois liga o computador, procura o photoshop e revira os olhos para saber o que fazer com aquilo, pelo caminho queima uma ou duas células nervosas das que ligam o córtex cerebral direito ao esquerdo ... faz curto-circuíto, seguem-se alguns espasmos musculares, que com elegância disfarçamos com um lânguido bocejo escondido discretamente pela mão. Depois ... sim, ainda há um depois ... carregar as fotos ... pedir aos deuses que não cortem a electricidade (como aconteceu agorinha mesmo, duas vezes seguidas em menos de meia hora) e publicá-las e pedir novamente aos deuses ....
Para não tornar o discurso demasiado maçador omiti algumas fases do processo ... mas que elas existem ... existem  .... tal como as bruxas!! :))))
E digam lá que isto não cansa?
A velha só de quando em vez se arrisca ao processo, e isso tem explicado as ausências do blogue. 



Trabalhos:
São dois taleiguinhos com aplicações feitas em frioleiras ... o maior é uma bolsa para os óculos,  forradinha para evitar os acidentes, e a mais pequena  é para as tralhas que normalmente andam perdidas no fundo da mala. Esta, eu sei que vai levar pensinhos.
Quanto às frioleiras.... hummm, davam outra histórias :)) acontece que não sei da naveta, tive que as fazer com agulha, e para o trabalho ficar bonito a agulha não dever ser mais grossa do que o fio, então só mesmo utilizando uma agulha de costura bem pequenina ... começar foi uma aventura, mas quando se apanha o jeito, faz-se bem.


         
Trabalhos em curso ... :)



19 comentários:

  1. As taleiguinhas ficaram lindas.
    As frioleiras dão um ar muito especial e delicado ao trabalho.
    Gostei bastante.
    Meu abraço fraterno.
    Clementina

    ResponderEliminar
  2. Olá, como vai?
    Vim espiar seu blog, e gostei muito, tem tanto coisa interessante, seus trabalhos são belíssimos....
    Venha conhecer o meu cantinho e se gostar me seguir também...
    Abraços....

    ResponderEliminar
  3. Amiga "aspirante a velha"
    Imagine só que o seu desejo se concretizava saltando os trabalhos para o computador tal...tal e tal...claro que não concordo, senão não estaria agora a ler a sua bonita e criativa prosa...
    Quanto às frioleiras estão lindas!
    Abraço :))))
    Nélia

    ResponderEliminar
  4. Olá Teresa!!
    Se bem entendi essas duas peças das últimas fotos foram feitas com agulhas de costurar a mão? Seja lá qual tenha sido o instrumento de trabalho ficou uma obra primorosa. Perfeita para aplicações. As duas bolsinhas são lindas, infelizmente para mim não funcionam, soco tudo dentro da bolsa e a cada necessidade é uma busca frenética. Os óculos não podem sair da cara senão tenho que pedir ajuda para localizar. Guardei o endereço dara pesquisar a idade da maquina de uma amiga, comprou a pouco bem antiguinha. A ex dona herdou da mãe e queria se livrar porque achava um incômodo. Gene que não dá valor. Hoje foi uma longa visita, fazia tempos que não visitava a amiga. Muito trabalho, muito atropelo. Um dia ainda me aposento. Bjs
    Joana

    ResponderEliminar
  5. Olá amiga
    Lindos seus trabalhos,eu amei!!!
    Gostei e to te seguindo.....
    Venha me visitar e seguir também...
    ficarei muito feliz com a sua presença,obrigado e continue postando seus trabalhos maravilhosos.
    Beijos e aguardo sua visita!!!

    ResponderEliminar
  6. Olá, vim fazer uma visitinha...
    Os taleigos ficaram muito bonitos e delicados. As flores estão fantásticas... Mãos de fada...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Olá, vim agradecer a sua visita, e ver as novidades!!!

    Os taleigos são muito bonitos ...parabéns...tenha um bom fim de semana..

    bjs

    ResponderEliminar
  8. Olá Teresa...
    Adorei tudo!!! e as frioleiras um encanto, não sei fazer e diga se de passo que nunca fiz por aprender...mas o texto está de mais!!! é do melhor que aqui apresentas.. "bora lá" a fazer o mesmo no facebook
    Beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  9. ΠΑΡΑ ΠΟΛΥ ΟΜΟΡΦΑ!!!!1ΚΑΛΗ ΣΥΝΕΧΕΙΑ ΚΑΙ ΚΑΛΟ ΣΑΒΒΑΤΟΚΥΡΙΚΟ!!!!!ΦΙΛΙΑ!!!!

    ResponderEliminar
  10. Ola Teresa, como esta minha "velha amiga"?
    Quanta falta me faz sua prosa boa Teresa, você nem imagina o quanto eu gosto de ler seus post tão divertidos.
    Lendo sua descrição do esforço com as fotos vi a mim mesma me retorcendo e suando com uma camera na mão..srsrsr. Mas não tenho tido muito sucesso, nem muita paciencia para o labor, como dizia meu avô.
    Adoro suas conversas minha querida!!!
    Amei os saquinhos, que delicadeza, dão um lindo saco para os presentes de Natal, pode começar a pensar em trabalhar para isto! srssr
    As flores tambem estão uma beleza, minha mãe fazia destas com a agulha fininha quando a vista ainda ajudava, hoje ela não quer nem saber de fazer uma unica que seja.
    Lindos trabalhos minha querida, bom gosto e delicadeza de sempre, e aquela pitadinha de humor que eu adoro!!!
    Bjs grandes e fique com Deus.

    ResponderEliminar
  11. Um trabalho, que faz toda diferença
    não sei fazer mas parabenizo quem tem esse dom só Deus na sua vida
    Parabéns bela beleza do post
    Bjuss
    Rita!!!

    ResponderEliminar
  12. Teresa,Adorei o seu trabalho. Nossa que blog lindo eu amei tudo aqui. já estou te seguindo e lhe convido para passa lá no blog. Estarei te esperando.

    bjos

    ResponderEliminar
  13. Olá!
    Que lindos. Super delicados. parabéns!
    Beijos

    ResponderEliminar
  14. rsrs me identifiquei com seu relato, pq é bem por aí... Por isso ainda não fiz o face, não quero que a caverna fique abandonada. E no meio de tantos afazeres, a novela do fotografa/edita/publica já toma um tempo danado... rs.

    Os saquinhos ficaram uma delicadeza só.
    E essas pecinhas brancas, lindo trabalho. Mas, desculpa por não saber, pra que servem?

    Abraços e ótima semana.

    ResponderEliminar
  15. Ficam tão bonitos esses trabalhos.
    Há muitos anos comprei uma agulha mas nunca me entendi com aquilo...lol.
    Acho que a revista mais recente que tenho deve de ser dos anos 90.
    Beijocas

    ResponderEliminar
  16. Olá!

    Aqui estou eu para retribuir o carinho:)
    Primeiro quero agradecer a visita que fizeste á minha Casinha e por ficares minha seguidora. Se gostaste volta mais vezes que serás muito bem recebida.
    Agora vou felicitar-te pelos excelentes trabalhos que aqui nos apresentas, são lindos e eu adoro.
    Estes saquinhos são fantásticos e apesar de desconhecer o que são frioleiras confesso que gostei.

    Também fiquei seguidora e assim posso visitar-te mais vezes.
    Beijinhos:)

    ResponderEliminar
  17. Oi Teresa, bom dia querida!!!
    Passei só para agradecer sua visita carinhosa. Também não sinto esta distancia de mar que nos separa..srrssr
    A internet tem destas coisas, juntar almas e corações!!! Não dá para explicar, mas é maravilhoso!
    Bjs mil minha querida e fique com Deus.

    ResponderEliminar
  18. Olá...

    Vim te ver...seu texto é muito interessante...:)
    Pois é menina...manter em dia o blog é uma grande
    mão de obra, mas aventura mesmo é o tal de faceboock..rsrs

    Esses Taleiguinhos com aplicações de frioleiras estão lindos,
    muito mesmo!

    Mas me perdoe, taleiguinhos são bolsinhas para guardar coisas,
    ou porta treco..é isso? :) Estou aqui no Brasil e não conheço
    esse termo, embora minha origem seja portuguesa...rs

    Um abraço,
    Até...

    *

    ResponderEliminar