sexta-feira, 16 de março de 2012

Entre pincéis e trapinhos

    A velha voltou às tintas, agora que a máquina de costura está no recobro, ou então ainda em lista de espera para a tal cirurgia que lhe vai pôr algum juízo no cérebro, perdão ... no motor ... tal como eu já tinha "desabafado" por aqui há dias atrás ... 
    Nunca mais tive noticias da "moça"  ... 

   Mas por aqui, tudo anda muito devagarinho, hoje por isto, amanhã por aquilo, a verdade é que o tempo foge por entre os dedos. Ainda "ontem" foi segunda-feira e já hoje é sexta-feira. 
    E o trabalho desta semana, qual foi?  
    Nada!! ou melhor, muito, mas nada do que tinha planeado.

    Assim, e como as "pinturas"  ainda não estão prontas, deixo uns trabalhinhos já feitos há algum tempo, mas que não tinha mostrado, por serem muito parecido com outros que já por aqui andaram. 

    A primeira foto é uma capa para uma agenda que foi para a amiga S. oferecer à amiga C. Acho que gostou ... a avaliar pelo que me disse no facebook. Obrigada às duas!! 


    E uma bolsinha, daquelas pequeninhas para guardar na mala com pensinhos ou maquilhagem ...  ou o que se quiser ... Esta tem duas divisões e tentei inovar um bocadinho, colocando alfazema, para lhe dar assim um cheirinho bom, mas parece que o cheiro é muito volátil ... alguém sabe de algum truque para que o cheirinho dure mais tempo? 


    Espero que a próxima semana seja mais produtiva quanto ás Artes da Velha. 
   E quanto ao fim de semana, aqui ficam os meus votos de muita chuvinha ... ehehehe ... que  está a fazer tanta, mas tanta falta !!!!

    

sexta-feira, 9 de março de 2012

Tapetes de arraiolos - como fazer as franjas

    Este tapete já tem muitos anos, foi o primeiro trabalho de arraiolos que fiz, e já na altura estes trabalhos serviam para aliviar o stress das épocas de exames. Nunca o tinha mostrado porque já tem muito uso e muitas lavagens. 
(*1)

    Mas tenho recebido alguns emails a perguntar se eu sei como se fazem as franjas dos tapetes, na resposta envio sempre esta imagem (*), pois foi aqui que aprendi a fazer, mas isso não quer dizer que as franjas dos meus tapetes tenham sido feitas por mim. Porque não foram!! ehehe ... comprei ! E porquê? Primeiro porque não tenho tear, e como não faço arraiolos para vender, achei que não valeria a pena o investimento de 50 euros num tear. Depois porque dá para improvisar um tear, mas dá trabalho fazer a franja porque tem que ser cosida, senão desmancha-se.  E as duas fotos que mostro dos tapetes que fiz são exemplo disso: a primeira foto(*1) mostra a franja feita há muitos anos ( quase 20 ... ) por uma senhora do Cartaxo que sabia bem o que fazia, continua perfeitinha, a segunda foto (*2) mostra uma franja feita apenas  há alguns meses numa loja em Lisboa e ficou assim logo na primeira lavagem. Quando estava a coser a franja no tapete, reparei logo que as laçadas não estavam cosidas, imaginei que se fosse desmanchar tudo, devia ter reclamado ... 

(*2) E o tapete que mostro aqui

    O meu conselho é que se tiverem paciencia vale a pena fazer a franja, mas sigam todos os passos da imagem(*) e cosam as laçadas!! :) se não tiverem paciencia, mandem fazer, mas num sitio onde tenham alguma confiança, porque pelo que já estive a ver vai dar-me mais trabalho reparar a franja do que fazer uma nova. 

(*) imagem retirada  deste blog  http://dicas-arraiolo.blogspot.com/   muito bom para quem quer aprender .... 

   Bom trabalho e a frase do dia é "o barato sai caro!" ....  :)

quinta-feira, 8 de março de 2012

E Viva a tecnologia!!

    Tinha que acontecer ... e LOGO agora ...
    Sim, logo agora!!!

    Não façam justiça ao péssimismo que nos caracteriza e não comecem já a pensar em desgraças, daquelas bem desgraçadinhas. O que aconteceu foi o "raio"  da máquina de costura que se avariou, peço desculpa pelo "raio", mas já pensei em palavras um bocadinho piores, pensei só, porque não sou rapariga para andar a dizê-las. E logo agora ... sim, agora que eu até tinha tempo e vontade para as costuras...
    E é ver os projectos acumulados em cima da secretária!!! Parece-me (mas não tenho a certeza) que o número de projectos duplicou no exacto momento em que a máquina se avariou ... ehehehe!!  

    Mas perguntarão, as mentes mais curiosas, o que "raio" ( e lá vem o raio do "raio" outra vez) aconteceu á máquina?
    - Pois é, queremos tecnologia, aí a temos!! Eu só quero que cosa a direito, pontinho corrido, não peço muito, mas a "menina" ganha vontade própria e começa aos pinotes. E é ver arabescos, pontos para a direita, com variações à esquerda e mortais ao centro. 
    - "A direito, rapariga... a DI-REI-TO!" grito eu, mas qual quê, quer é exibir tecnologia e fazer figura. Agora vais ao psiquiatra a ver se ganhas juizo e fazes o que te mandam.  Ainda não tem um ano e já pensa que faz o que quer! Hummm!!!

    E eu que tenho conhecimento de uma Singer, daquelas antigas, pretas com letras douradas que foi vitimas ao longo de várias gerações da curiosidade da criançada que a desmontava para ver como funcionava. Ainda por aí anda e é só dar ao pedal e regalarmo-nos com aquela maravilha de ponto a direito. É só o que sabe fazer, mas especializou-se e faz bem feito. Nunca precisou de psiquiatra ela, nem de médico cardiologistas as várias donas que já teve. E pronto, viva a tecnologia!!

    Mas "o que não tem remédio, remediado está" e durante um mês, tempo previsto para a reparação, tenho que me dedicar ao que não necessite da bendita máquina, ou então mudar provisoriamente o tema do blogue e dedicar-me à pesca ... 

segunda-feira, 5 de março de 2012

Monstro das Festinhas ... :)

Por estes lados, está aberta oficialmente a época dos aniversários!! E é vê-los, todos em filinha indiana à espera da sua vez para apagar as velas. O mês de Março, atinge o pico e bate todos os recordes.


E por falar em aniversários, aqui ficam umas lembrancinhas de aniversário, para os colegas de escola de uma princesinha. Primeiro, cheias de doces vão fazer as delícias da criançada :) ... depois, das guloseimas comidas e dos dentes lavados, são umas carteiras de feltro para as crianças guardarem os seus tostões, ... perdão ... os seus cêntimos ...  ehehe. Pareceu-me uma ideia gira para partilhar aqui, e bem mais original do que os saquinhos de plástico. Estas carteiras são inspiradas no livro "O Monstro das Festinhas" que diz mais ou menos isto:

Festinhas na barriga,
Festinhas no nariz,
Com muitas festinhas
Eu fico feliz!

E estes são, agora e sempre,  os votos da Velha, muita felicidade e muitas festinhas!!

São 25 os Monstros caretas :) 13 para as meninas, 12 para os meninos ...

A velha tem andado ausente, perdida por outras artes ... mas, sempre que pode, vai fazendo uma "perninha" nestas, que lhe trazem "aquela" tranquilidade e a fazem sentir aquele gostinho especial. O tempo lá fora  pára por um bocadinho, como se o mundo dependesse de coisas tão simples como estas... E será que não depende? Onde vamos buscar a força para pôr este mundo tão doido a andar, não é no que nos dá prazer?

Agora, menos conversa e mais trabalho :) que estão ali uns trabalhinhos (não muitos) há espera. E se a conversa nos faz bem, a verdade é que sem trabalho nada se faz!!