quarta-feira, 27 de junho de 2012

Taleiguinhos com aplicações de frioleiras

    Era bom que os trabalhos "saltassem" da agulha para o computador, e depois deste salto, que existissem softwares inteligentes adivinhos das nossas intenções ... tratavam as fotos ao nosso gosto e colocavam-nas nos blogues e facebooks que por aí andam a pedir por atenção. 
Concordam comigo? 
Aposto o dedo míndinho ( não o meu ... outro qualquer) que sim!!! 
Mas ainda não chegamos lá! Felizmente ... dirão alguns e eu concordo de imediato, que isto de ler pensamentos tem muito que se lhe diga, principalmente se forem os nossos. Por isso, resta submeter os trabalhinhos a sessões fotograficas, mais ou menos desajeitadas: - ligar máquina fotográfica ... disparar ... ora com flash, ora sem ele ... é ao pé da janela ... torce a máquina ... apanha o ângulo ... morde a lingua ... fecha os olhos e dispara .... no-va-men-te ... !! Depois liga o computador, procura o photoshop e revira os olhos para saber o que fazer com aquilo, pelo caminho queima uma ou duas células nervosas das que ligam o córtex cerebral direito ao esquerdo ... faz curto-circuíto, seguem-se alguns espasmos musculares, que com elegância disfarçamos com um lânguido bocejo escondido discretamente pela mão. Depois ... sim, ainda há um depois ... carregar as fotos ... pedir aos deuses que não cortem a electricidade (como aconteceu agorinha mesmo, duas vezes seguidas em menos de meia hora) e publicá-las e pedir novamente aos deuses ....
Para não tornar o discurso demasiado maçador omiti algumas fases do processo ... mas que elas existem ... existem  .... tal como as bruxas!! :))))
E digam lá que isto não cansa?
A velha só de quando em vez se arrisca ao processo, e isso tem explicado as ausências do blogue. 



Trabalhos:
São dois taleiguinhos com aplicações feitas em frioleiras ... o maior é uma bolsa para os óculos,  forradinha para evitar os acidentes, e a mais pequena  é para as tralhas que normalmente andam perdidas no fundo da mala. Esta, eu sei que vai levar pensinhos.
Quanto às frioleiras.... hummm, davam outra histórias :)) acontece que não sei da naveta, tive que as fazer com agulha, e para o trabalho ficar bonito a agulha não dever ser mais grossa do que o fio, então só mesmo utilizando uma agulha de costura bem pequenina ... começar foi uma aventura, mas quando se apanha o jeito, faz-se bem.


         
Trabalhos em curso ... :)



quarta-feira, 20 de junho de 2012

Saco Grande ...Enoooorrrrme :))))

    Este saco de praia tinha dois pré-requisistos para ser feito: ser grande e ser simples. Grande é ele, muito grande, tão grande que para não ficar desajeitado a Velha colocou-lhe uma prega em cima - para disfarçar o tamanho - e fez-lhe o  fundo bastante largo. Quanto à simplicidade, acho que está bem simples ... a primeira versão tinha uma flor bem exuberante, para compensar  ... depois veio a segunda versão com muitas flores, umas grandes, outras pequenas ... e finalmente a versão definitiva com apenas uma flor de cada lado.
    Ao vivo e a cores parece-me bonito, mas ao ver a foto falta-lhe a cor da praia, do mar e do sol ... no entanto  gosto muito do formato, porque cabe lá tudo ... e fica jeitosinho ao ombro ... é assim do tipo que tanto dá para a praia como para a mercearia ... ehehehe ...




  

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Artes da Velha ...Singer!!

É velha!! Muito velha!!!
É linda!! Muito....!!!
Adoro-a, e está cá em casa ....

A velhinha Singer ... já tem algumas mazelas na pintura,  mas isso não é velhice, é história :) no geral está bem conservada, de boa saúde e trabalha muito bem, é o que se quer ... Apesar de não suprir todas as necessidades, é uma grande ajuda a coser os tecidos mais dificeis ... é uma força bruta  ... uma maravilha!! 

Agora a primeira pergunta, - "Quantos anos tem?" - e antes que a façam eu respondo   :)
Pois, .... fomos por cálculos matemáticos, somando constantes, deduzindo variáveis ... e a conclusão é que foi comprada, provavelmente no início dos anos 40 ... Após uma busca na internet, descobri que se pode saber a data de fabrico através do número de série ... et voilá  1936 !! 
Confesso que pensava que fosse mais velha ... 

Se também tiverem uma Singer e quiserem descobrir mais sobre ela, aqui fica um site que ajuda...

 http://www.sewalot.com/dating_singer_sewing_machine_by_serial_number.htm

E para terminar com uma curiosidade, as máquinas de costura foram patenteadas em 1851.  


            

Hoje não mostro trabalhos, mas posso dizer que, quem  dá o mote cá em casa por estas alturas são as frioleiras ... :) 

Até breve!!