sexta-feira, 31 de março de 2017

Era, mas não sei se será ... :)

     Era para ser uma almofada!
    Já andava com esta ideia há que tempos ... preciso dela para o cadeirão da cozinha, onde gosto de me sentar e ficar a bordar ... o sol entra pela janela e é muito reconfortante, é o meu canto preferido o meu momento  hygge , como dizem os dinamarqueses e que ultimamente tem sido divulgado por cá. Boas ideias são sempre bem vindas!! Neste caso, também temos o conceito, talvez com outro nome ... talvez nem tenha nome, não importa, a verdade é que também gostamos de ficar à lareira a ouvir o som das chamas;  a ver o mar  ...  a sentir o sol a bater na cara :)

   Mas era para ser uma almofada, dizia eu, porque depois de feito, fiquei na dúvida e já lhe arranjei outros destinos ... talvez a tampa de uma caixa; talvez uma capa ... ou uma bolsa, não sei ...  por enquanto fica em espera para ir para a máquina de costura, tenho tanta "coisa" á espera da máquina de costura ... 
    Normalmente costumo partilhar os esquemas no facebook, mas neste caso não tenho, foi feito a partir de uma fotografia de outro trabalho, os pontos foram contados com dificuldade e não garanto  que não haja alguma "criatividade"  no percurso ... se é que me faço entender :)

    

    E porque está o "Ne" mais escuro? - perguntam vocês ... pois, também reparei agora na foto, já fui ver ao vivo e a cores e no tecido quase não se nota, mas a verdade é que, por lapso, a linha é diferente e a foto realçou esta diferença. 
    Agora que reparei, agora que já sei ... não conseguiria "viver"  - exagero :) - com um "Ne" a destoar.
    Volta para trás e desmancha!!  

    Fiquem bem!
    Bom fim de semana e bons trabalhos ...
    

terça-feira, 21 de março de 2017

Capa para o tablet

 - O professor disse que, se os pais deixarem, podemos levar o tablet  para a escola.
Sim, cá em casa os pais deixam, desde que seja aquele velhinho, já com a bateria a dar as últimas :) 
- Precisa de uma capa ...
- A capa é mais cara do que o tablet ... não vale a pena ...
- Podes fazer uma ...
- Posso ...

     A convicção da promessa não foi grande, mas ficou gravada e já não foi mais esquecida :) Todos os dias falava no assunto. Confesso que não sabia bem por onde começar, nem como a fazer, pois tinha vários requisitos ... e o principal é que tinha que servir de suporte para ficar levantada. Estava sem ideias!
     Na  loja do chinês vi folhas de EVA,  na papelaria vi folhas de cortiça ... está feito pensei! São dois materiais com os quais nunca tinha trabalhado. A cortiça é muito mais frágil do que tinha imaginado que fosse, mas neste caso foi colada num material mais resistente e já não sai dali. Entre a cortiça e o EVA tem cartão, para dar mais resistência e ainda uns cortes de cartão extra para dar algum relevo por dentro - dá para ver na foto.
     Fiz uma primeira versão, que foi para o lixo - não ficou bem ... esta, ficou melhor, mas está em fase de teste, para ver quanto tempo dura :)  se se estraga com facilidade ... se a cola aguenta ... Cosi algumas partes à máquina, mas como nunca trabalhei com estes materiais, não sei como vai ser a reacção, se o ponto da máquina vai cortar os materiais ... até agora tudo perfeito ...
     Se alguém quiser deixar dicas ... eu agradeço ... :)

Brilhos .... muitos brilhos .... :)


O interior .... dá para ver os relevos.

Prontinha a funcionar :)

     Agora vamos ver se resiste : a pesquisas concorridas e partilhadas nas aulas; a recreios animados por corridas, saltos, puxões e a abandonos temporários por onde a sorte mandar  ...  Justiça lhe seja feita: é uma menina responsável ... mas .... lembro-me bem de quando tinha a idade dela ... :) :)

    Fiquem bem!
    Bons trabalhos!
    Por aqui a tarde promete ser intensa e produtiva ...  até há bolo de chocolate ... :)



quinta-feira, 9 de março de 2017

    O tempo passa ... depressa! Eu que corro atrás dele, mas nem dou pela sua passagem ...
    Os dias têm sido pouco produtivos no que diz respeito a trabalhos manuais mas, apesar disso, os bordados e as agulhas não estão completamente esquecidos, só foram temporariamente substituídos por outros trabalhos mais urgentes. Mesmo assim fiz algumas coisas -  desejava ter feito muitas mais ...


 ... acabei a encadernação deste livro de notas, que logo de seguida foi enviado a uma amiga de longa, longa data ...
    



   

    - As meias!! ai as meias!! ...
    Apesar de ter veementemente prometido que não falava mais delas por aqui, a verdade é que continuam em força. Cá por casa descobriram que são óptimas para fazer patinagem, por isso umas já se gastaram e romperam por baixo do pé ... fiz outras, mas ficou o aviso : já não faço mais nenhumas!! 
    Adoramos andar descalços em casa e as meias tricotadas são maravilhosas, porque não deixam passar o frio, no entanto estas foram feitas com um fio mais fino e para que não houvesse queixas  ... tricotei uma sola, assim ficam mais reforçadas e quentinhas nos pés do rapaz destruidor de meias :)


     Cá está a meia do avesso, para que se veja a "sola" que depois foi cosida na meia.

                  O ponto escolhido é muito simples, apenas para fazer um canelado ...

    As próximas serão meias a sério :) para manter os pézinhos quentes fora de casa ... com a perna mais alta e um fio mais fino ...


    O quadro do eléctrico lá vai avançando, já falta pouco ... digo eu como forma de "me-auto-entusiasmar" eu chego lá  ... Roma e Pavia não se fizeram num dia  ... 





     Também comecei um novo trabalho, daqui há-de nascer uma almofada ... "Home of a needleworker" é o mote ... :)


    
     E por fim, este retalho de tecido, comprado na feira dos tecidos, que apesar de não ser a minha loja de eleição para comprar tecidos, passei por lá e influenciada pela experiente opinião de uma amiga, que me garantiu que estas flores e cores animadas me iriam tirar 10 anos de cima   - minha amiga, tu prometeste, agora fiquei na expectativa :) .... 
   A ideia é que daqui "saia" um vestido de verão. Não sou muito boa modista, mas gostava de aprender e estes tecidos que custam menos de 5 euros, são óptimos para praticar, se correr mal ... não se perde muito. Mas não tem porque correr mal ... não ... não !! ...  auto-motivação!! :)



    Fiquem bem!!
   Bons trabalhos e boas artes!!